11/01-16/03/2019 __ Exposição “Livro da Mata. Capítulo um: Tão Só o Fim do Mundo”, Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal

 

Sinopse da exposição individual de Da Mata em breve.

 

Conversa com o Artista

Sinopse em breve.

 

Exibição de Filmes

La Féerie des Ballets Fantastiques de Loïe Fuller, Georges R. Busby

França, 1934, Doc., 29’, P&B, M/12, Cinémathèque de la Danse/Centre National de la Danse

Loïe Fuller é uma das pioneiras da dança do século XX. Chegada da music hall, Fuller é uma das primeiras artistas a usar os efeitos cênicos como parte integrante da sua coreografia, com uma finalidade narrativa. Ela é mais conhecida pela sua “Dança Serpentina”. Em 1891 aprende a dança da saia, um encontro entre o flamenco e o can-can francês. Neste movimento é usada a saia como percurso de ação no espaço, desenhando forma efêmeras com contornos particulares e irrepetíveis.

 

Tão Só no Fim o Mundo, Xavier Dolan

Canadá, 2016, Fic., 95′, Cor, M/14, Com Legenda em Português

Após doze anos de ausência, um escritor regressa à sua terra natal com o intuito de anunciar à família a sua morte iminente. São encontros com o círculo familiar, a mãe, a irmã, o irmão e a cunhada, onde transparece o amor, apesar do reviver de eternas querelas, e onde ele, embora não queiramos, sobrevém aos rancores nascidos da dúvida e da solidão.