Tales Frey

Cadelas

 

Tales Frey (Cia. Excessos), Cadelas, 2009. Polaroides, 26,5 x 31 cm

 

Numa densa madrugada quente, eu e L. nos reunimos descomedidos com nossos corpos ornamentados por acessórios que são tidos como exclusivamente femininos de acordo com o preceito da sociedade onde nascemos e crescemos juntos.

Saímos às ruas em um carro popular branco, acompanhados por duas temperamentais cadelas poodle.

Na volta do passeio, nós nos registramos com auxílio de uma câmera polaroide. Nós (e as) cadelas.

 

HISTÓRICO

[2015] Exposição coletiva (Tra)vestir um fa(c)to. Curadoria de José Maia. Espaço MIRA, Porto, Portugal.