Biografia | Processos Poéticos | Currículo

 

Biografia

Hilda de Paulo (Inhumas-GO, Brasil, 1987) vive e trabalha entre Brasil e Portugal. É mulher travesty artista e curadora, princesinha do cerrado transfeminista decolonial autora do projeto Arquivo Gis, membra fundadora da Cia. Excessos e da eRevista Performatus, e organizadora e diretora da Mostra Performatus. Atualmente é mestranda em Artes Plásticas com percurso em Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em Portugal. Também, nessa mesma faculdade, fez uma especialização em Práticas Artísticas Contemporâneas e, na Faculdade de Letras dessa mesma universidade, licenciou-se em História da Arte. Tem integrado exposições coletivas nacionais e internacionais, e algumas de suas obras integram permanentemente o acervo de alguns museus, como o do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro-RJ, Brasil), o do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (Niterói-RJ, Brasil) e o da Fundação Memorial da América Latina (São Paulo-SP, Brasil). Participou das seguintes residências artísticas: Programa de Residências Despina (Rio de Janeiro-RJ, Brasil, 2019); Fjúk Arts Centre (Húsavík, Islândia, 2015-16); e Casa do Sol – Instituto Hilda Hilst (Campinas-SP, Brasil, 2014).

 

Processos Poéticos

Interessa-me pesquisar a “biografia ficcionalizante” como elemento suporte de criação na arte e na literatura, seja através das minhas experimentações das “próteses sentimentais” – termo que desenvolvi para meus trabalhos que envolvem a tatuagem que introduz na pele a ontologia do devir e do despojamento –, bem como pela exploração de outros meios de expressão que derivam da ampliação dos princípios visuais para além da tela. Como iniciei meu processo artístico no teatro e minha formação acadêmica transitou – e ainda transita – entre as áreas de História da Arte e Artes Visuais, além da minha investigação na linguagem da performance oriunda pela organização e edição da eRevista Performatus e pela participação direta em trabalhos de performance de outres artistas, percebo que este meu percurso transdisciplinar é fundamental para pensar a pesquisa inicialmente citada que venho desenvolvendo no campo das artes visuais, especialmente em construções pictóricas em formato tradicional, em pinturas performáticas, fílmicas, escultóricas e cinéticas com tons autobiográficos, e seus desdobramentos na escrita.

 

Currículo

Formação Acadêmica

[2017-] Mestrado em Artes Plásticas com percurso em Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em Portugal.

[2014-15] Especialização em Práticas Artísticas Contemporâneas pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em Portugal.

[2010-14] Licenciatura em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto em Portugal.

[2008-09] Frequência do 1º semestre do 1º ano da Licenciatura em Teatro – Interpretação e Encenação pela Escola Superior Artística do Porto (ESAP) em Portugal.

 

Exposições Individuais

[2021] Exposição Princesinha do Cerrado. Curadoria de Suzana Queiroga. Texto de Gabriela de Laurentiis. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2020] Exposição …que eu também não adoeça de Brasil! Curadoria de João Baeta. Texto de Tales Frey. Mupi Gallery, Porto, Portugal.

[2019] Exposição Tão Só o Fim do Mundo. Texto de Camila Alexandrini. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

 

Exposições Cia. Excessos

[2023] [em breve] Exposição Eu como Você. Curadoria de Pollyana Quintela. Akureyri Art Museum, Akureyri, Islândia.

[2022] [em breve] Exposição [Título em breve.]. Curadoria de [Em breve.]. Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo-SP, Brasil.

[2022] [em breve] Exposição Unicórnio que Peida. Curadoria de Pollyana Quintela. Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2019] Exposição Em Posições de Dança. Curadoria de Daniela Labra. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2018] Exposição Enredos para um Corpo. Curadoria de Raphael Fonseca. Centro Cultural da Justiça Federal, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2016] Exposição A Ilha. Curadoria de Susana Rodrigues. Sput&Nik the window, Porto, Portugal.

[2016] Exposição Sob (Ul)Trajes e Gozos. Curadoria de Suianni Macedo. Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense, Ovar, Portugal.

[2016] Exposição Em Estado de Guerra. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Teatro Académico de Gil Vicente, Coimbra, Portugal.

[2015] Exposição (Tra)vestir um Fa(c)to. Curadoria de José Maia. Textos de André Masseno e Julia Pelison. Espaço MIRA, Porto, Portugal.

[2015] Exposição Beija-me. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. SESC Ribeirão Preto, Ribeirão Preto-SP, Brasil.

[2014] Performance-instalação/exposição Orexia, de Tales Frey. Barracão Maravilha, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2014] Exposição Moda e Religiosidade em Registros Corporais. Organização e curadoria de Tales Frey. SESC Rio Preto, São José do Rio Preto-SP, Brasil.

[2013] Exposição Moda e Religiosidade em Registros Corporais. Organização e curadoria de Tales Frey. SESC Campinas-SP, Brasil.

[2013] Exposição Moda e Religiosidade em Registos Corporais. Organização e curadoria de Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2013] Exposição Beija-me. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Estação Cultura, IV Festival de Formas Poéticas, Catanduva-SP, Brasil.

 

Exposições Coletivas

[2022] [Em breve.] Exposição coletiva Poético ou Político? #4. Curadoria de Tales Frey. Mupi Gallery, Porto, Portugal.

[2021] [Em breve.] Exposição coletiva Poético ou Político? #2. Curadoria de Tales Frey. Mupi Gallery, Porto, Portugal.

[2021] Exposição coletiva Contemplating Trees From Inside the Academy”: Práticas Colectivas/ Collective Practices. Curadoria de Ricardo Bastos Areias. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal;

[2021] Exposição coletiva on-line Transjardinagem. Curadoria e organização de Ian Habib. Museu Transgênero de História e Arte (MUTHA), Brasil.

[2021] Exposição coletiva on-line Transespécie. Curadoria e organização de Ian Habib. Museu Transgênero de História e Arte (MUTHA), Brasil.

[2021] Mostra de Videoarte BãOM!!! Curadoria de João Baeta. Projeto Poste_Matosinhos, Mercearia São Miguel, Matosinhos, Portugal.

[2020] Mostra EAV 2020. Mostra On-line Final de Alunes da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2020] CÓDEC/ Festival de Vídeo Y Creaciones Sonoras. Programação on-line.

[2020] Video Raymi [9] – Festival Internacional de Videoarte del Cusco: Selección Oficial de Video Raymi 2019 [3]. Programação on-line.

[2019] Video Raymi [9], Festival Internacional de Videoarte del Cusco. Instituto Cultural Peruano Norteamericano – ICPNA, Cusco, Peru.

[2019] Exposição coletiva Aparelho. Curadoria de Tales Frey. Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2019] 2º Refluxo – Festival Experimental de Artes. Centro Cultural UFG, Goiânia-GO, Brasil.

[2019] Exposição coletiva as pessoas que esperavam pelos autocarros espreitavam pela janela. Curadoria de Ana Efe e All Brain. Texto de Vera Carmo e João Ricardo Moreira. Sput&Nik the window, Porto, Portugal.

[2019] Senado Tomado #8. Despina, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2019] Exposição coletiva “Trees Outside the Academy #3”: Práticas Colectivas/ Collective Practices. Curadoria de Ricardo Bastos Areias. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2019] 22ª Rencontres Traverse Vidéo: L’Expérimental {recherche/art}. Cinéma ABC Toulouse, Toulouse, França.

[2018] Exposição coletiva Mover-se em Outra Dimensão. Sput&Nik the window, Porto, Portugal.

[2018] Exposição coletiva Faça Você Mesm_ – Um Guia de Leitura (1/20). Curadoria de Alexandre Sá. A MESA, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2017] ROÇAdeira: Encontros Performáticos em Lugares Improváveis, Sessão #3 re_Quebra. Oficina Cultural Geppetto, Goiânia-GO, Brasil.

[2017] Exposição coletiva Ser ou Não Ser… Eis a Questão!? Curadoria de José Rosinhas. II Bienal Internacional de Arte Gaia, Vila Nova de Gaia, Portugal.

[2017] Exposição coletiva O Teu Corpo É Luta. Curadoria de Danillo Villa e Ricardo Basbaum. Arte Londrina 5, Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina, Londrina-PR, Brasil.

[2017] Mostra Diversa. Subterrânea #2, Pyranhas, Belo Horizonte-MG, Brasil.

[2017] Exposição coletiva Trânsitos Feministas. 19ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra, Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.

[2016] IV Video Raymi, Festival Internacional de Videoarte del Cusco. Casa de la Cultura Cusco, Cusco, Peru.

[2016] 27ª Mostra de Arte da Juventude. SESC Ribeirão Preto, Ribeirão Preto-SP, Brasil.

[2016] ESFORÇOS #2 – Mostra de Performances. Curadoria de Caio Riscado e Lucas Canavarro. Olho da Rua, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2016] 4º Salão de Outono da América Latina. Galeria Marta Traba, Fundação Memorial da América Latina, São Paulo-SP, Brasil.

[2016] Exposição coletiva Em Tudo Quanto é Mundo Dito ou Não Dito. Curadoria de José Maia. Desobedoc 2016, Cinema Batalha, Porto, Portugal.

[2016] Segundo Encuentro Nacional de Performance (ENAPE). Organização do coletivo Revólver Azul. Centro de Arte y Filosofía, Pachuca de Soto, Hgo., México.

[2016] Exposição coletiva “Trees Outside the Academy #2”: Práticas Colectivas/ Collective Practices. Curadoria de Ricardo Bastos Areias. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2016] Mostra IP: Mostra Nacional de Vídeo, Intervenções e Performance. Atelier Codorna, Rio de Janeiro-RJ; Festival La Plataformance, Oficina Cultural Oswald de Andrade, São Paulo-SP; Escola Estadual Francisco de Oliveira Filho, Santana-AP; Sebo no Chão e Praça Nauro Machado, São Luís-MA; Estação Cultura e Associação Dell’Arte, Catanduva-SP; Varandão CCE-UFSC, Florianópolis-SC; Brasil.

[2016] Traverse Vidéo en Aveyron. Cinéma La Strada, Decazeville, França.

[2016] 19ª Rencontres Traverse Vidéo: l’Atypique Trouble. Museu de Arte Moderna e Contemporânea Les Abattoirs, Toulouse, França.

[2016] Mostra Brasil: Ficciones. Curadoria de Laurem Crossetti. Espacio Tangente, Burgos, Espanha.

[2015] CÓDEC/ Festival de Vídeo Y Creaciones Sonoras. La Calaca Centro Cultural, Cidade do México, México.

[2015] Video – Instalación de TRAFKINTU. Co-habitar III – Residencia de Performance, Espaço Independente de Arte Contemporânea Gálvez Inc., Valparaíso, Chile.

[2015] Monstruosas: Subpolíticas e Descolonialidades. Espaço Casarão, Recife-PE, Brasil.

[2015] XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira: Olhar o Passado para Construir o Futuro. Vila Nova de Cerveira, Portugal.

[2015] Exposição coletiva Maria de Todos Nós: 50 anos de Maria Bethânia. Curadoria de Bia Lessa. Paço Imperial, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2015] Fifth Under the Subway Video Art Night, com organização de Antonio Ortuño; curadoria de Antonio Ortuño (Nova York) e Ana Sanfrutos (Berlim); e organização em Berlim de Irene Cruz e Nati Grund. The ANNEX Art Social Space, Nova York, Estados Unidos; Project Space Kleiner Salon, Berlim, Alemanha.

[2015] Projeto transdisciplinar TRANS[acto]#01/2015. Concepção de Isabel Maria Dos. Coimbra, Portugal.

[2015] Exposição coletiva Múltiplas Perspectivas e Não Menos Contradições e Sonhos. Curadoria de José Maia. I Bienal da Maia: Lugares de Viagem. Fórum da Maia, Maia, Portugal.

[2015] Mostra de Performance XØKE. Micro Centro Cultural Casa Vermelha, Florianópolis-SC, Brasil.

[2015] Rapid Pulse International Performance Art Festival 2015: Video Series. Defibrillator Performance Art Gallery, Chicago, Estados Unidos.

[2015] Exposição coletiva Amor Marginal. Curadoria de Susana Rodrigues e Ana D’Almeida. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2015] Mostra Brasil: Ficções. Curadoria de Laurem Crossetti. Armazém do Chá, Porto, Portugal.

[2014] 18º Salão de Artes Plásticas de Catanduva. Salão de Exposições, Estação Cultura, Catanduva-SP, Brasil.

[2014] Exposição Priscilla Davanzo: Lugares da Escrita. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2014] Exposição coletiva Vitrine de Projetos: Ensaios sobre a Fronteira. Curadoria de Angela Barbour. Galeria Marta Traba, Fundação Memorial da América Latina, São Paulo-SP, Brasil.

[2014] Exposição coletiva “Trees Outside the Academy”: Práticas Colectivas/ Collective Practices. Curadoria de Ricardo Bastos Areias. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2014] Exposição coletiva Corpo (I)materializado. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Mostra Performatus #1, Central Galeria de Arte, São Paulo-SP, Brasil.

[2012] Dzień Światła 2012. Organização e curadoria de Maciej Stawiński. Galeria Otwarta, Wrocław, Polônia.

 

Performances Ao Vivo e Teatro

[2022] [em breve] Espetáculo teatral O Que Vem Depois da Esperança?, de Hilda de Paulo. Projeto realizado pelo Teatro Universitário do Porto e contemplado pelo concurso anual de apoio à criação Criatório 2021 da Câmara Municipal do Porto. mala voadora, Porto, Portugal.

[2021] Leitura do texto-manifesto Eu Gisberta no lançamento do livro “Volta Para Tua Terra: Uma Antologia Antirracista/ Antifascista de Poetas Estrangeirxs”, organizado pela Manuella Bezerra de Mello e Wladimir Vaz, no Selina Navis Cowork, na cidade do Porto, em Portugal.

[2021] Performance-instalação para o espaço público Room, de Filipe Moreira. Festival Entre Cidades, Museu da Quinta de Santiago, Matosinhos, Portugal; Dia Aberto às Artes, Ericeira, Portugal; Almada Ponto, Porto, Portugal; Jardim do Museu do Douro, Peso da Régua, Portugal; Jardim do Museu D. Diogo de Sousa, Braga, Portugal.

[2017-19] Performance Estar a Par, de Tales Frey. AMOQA (Athens Museum of Queer Arts), Atenas, Grécia; SESC Registro, Registro-SP, Brasil; SESC Santana, São Paulo-SP, Brasil; 86º Aniversário do Teatro Rivoli, Teatro Municipal Rivoli, Porto, Portugal; 22ª Rencontres Traverse Vidéo: L’Expérimental {recherche/art}, Ombres Blanches, Toulouse, França; SESC São José dos Campos, São José dos Campos-SP, Brasil; Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro-RJ, Brasil; SESC Rio Preto, São José do Rio Preto-SP, Brasil; BIENALSUR, MUNTREF Centro de Arte Contemporáneo y Museo de la Inmigración – Sede Hotel de Inmigrantes, Buenos Aires, Argentina; A! Performance Festival, Akureyri Art Museum, Akureyri, Islândia.

[2019] Performance F2M2M2F x 6, de Tales Frey. 22ª Rencontres Traverse Vidéo: L’Expérimental {recherche/art}, Prép’Art, Toulouse, França.

[2016-19] Performance Be (on) You, de Tales Frey. III Bienal Internacional de Performance HORASperdidas, Monterrey, México; Queer Porto II: Festival Internacional de Cinema Queer, Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal; SESC Registro, Registro-SP, Brasil; SESC Santana, São Paulo-SP, Brasil; The Performance Arcade, Wellington, Nova Zelândia.

[2017] Performance Sem Título (1995), de Erwin Wurm. Inserida na exposição do it de Hans-Ulrich Obrist na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em Portugal.

[2013] Performance Aliança, de Hilda de Paulo/Paulo Aureliano da Mata e Tales Frey. Exposição Beija-me realizada na Estação Cultura no IV Festival de Formas Poéticas em Catanduva-SP, Brasil.

[2012] Performance Dismorfofobia, de Tales Frey. Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2011] Performance Reciprocidade Desalmada, de Tales Frey. Associação Cultural Mercado Negro, Aveiro, Portugal.

[2009-12] Performance O Outro Beijo no Asfalto, de Tales Frey. Rua dos Clérigos na cidade do Porto, Portugal; no Stockholm Fringe Fest 2011 em Estocolmo, Suécia; no Rapid Pulse International Performance Festival da Defibrillator Performance Art Gallery de Chicago, Estados Unidos; e na 25ª Feira Franca do Palácio das Artes/ Fábrica de Talentos na cidade do Porto em Portugal.

[2007] Espetáculo teatral Os Sapatinhos Vermelhos, texto de Caio Fernando Abreu com direção de Tales Frey. Clube noturno FOSFOBOX, Rio de Janeiro-RJ, Brasil; Mostra …Ou Tudo Trash, SESC Campos, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil; 6ª edição do Festival de Teatro ENCONTRARTE, Nova Iguaçu-RJ, Brasil.

[2007] Leitura dramática da peça Ájax de Sófocles. Resultado final do workshop com José Celso Martinez Corrêa na Casa de Dramaturgia Carioca. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2007] Peça teatral curta Pensamento Mudo, fragmento de A Gaivota de Anton Tchekhov. Direção de Celina Sodré. Studio Stanislavski, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

 

Coleções Públicas

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Niterói-RJ, Brasil.

Galeria Marta Traba, Fundação Memorial da América Latina, São Paulo-SP, Brasil.

 

Prêmios e Apoios

[2019] Programa de Apoio à Internacionalização Artística SHUTTLE. Câmara Municipal do Porto, Porto, Portugal.

[2014] Terceiro lugar com a fotografia El Minotauro #2 dentro da categoria PHOTOGRAPHY no 2014 EMERGING EROTIC ARTIST CONTEST da Tom of Finland Foundation (Los Angeles, Estados Unidos).

 

Residências Artísticas

[2019] Programa de Residências Despina. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2015-16] Fjúk Arts Centre. Húsavík, Islândia.

[2014] Casa do Sol – Instituto Hilda Hilst. Campinas-SP, Brasil.

 

Curadoria

[2020-21] Cine-Performatus #1: Resistir ao Tempo. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2019] Exposição Venoso, de Joana Bueno. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Sput&Nik the window, Porto, Portugal.

[2019] Exposição Metáforas Funcionais para Corpos no Espaço, de Tales Frey. Curadoria de Hilda de Paulo. Galeria Monumental. Lisboa, Portugal.

[2018] Programa As Pinturas Fílmicas de Carolee SchneemannCuradoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Queer Porto IV: Festival Internacional de Cinema Queer. Teatro Municipal Rivoli, Porto, Portugal.

[2017] Mostra Performatus #2: O que está à Luz do nosso Tempo, discernimos no Escuro. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. eRevista Performatus em parceria com o SESC Santos. Santos-SP, Brasil.

[2017] Exposição O que o Corpo Abriga, de Renan Marcondes. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2016-17] Exposição Macumba Visual, de Ana Seixas. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Espaço Bo, Porto, Portugal; Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2016] Exposição coletiva Em Estado de Guerra. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Teatro Académico Gil Vicente, Coimbra, Portugal.

[2015] Exposição coletiva Trabalha-dores do CU. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2015] Cine ÁguaAr. Curadoria de Hilda de Paulo e Suzana Queiroga. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2015] Exposição ÁguaAr, de Suzana Queiroga. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2015] Exposição coletiva Beija-me. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. SESC Ribeirão Preto, Ribeirão Preto-SP, Brasil.

[2014] Exposição Priscilla Davanzo: Lugares da Escrita. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2014] Mostra Performatus #1: O Corpo como Sujeito e Objeto na Arte. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. eRevista Performatus em parceria com o Instituto Hilda Hilst e a Central Galeria de Arte. Campinas-SP e São Paulo-SP, Brasil.

[2013] Exposição coletiva Beija-me. Organização e curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. IV Festival de Formas Poéticas, Estação Cultura, Catanduva-SP, Brasil.

 

Acolhimentos, Aulas, Cursos, Colóquios, Palestras, Congressos, Oficinas Ministradas e Outras Apresentações Orais

[2021] [Em breve.] Participação no Clube dos Poetas Vivos ao lado de Luca Argel e Marta Bernardes com mediação de Teresa Coutinho. Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa, Portugal.

[2021] [Em breve.] Participação na mesa “Balada de Gisberta” ao lado de Ramon Nunes Mello e outres com mediação de Daniela Filipe Bento. VI Festival de Poesia de Lisboa – Terra: Uma Poética de Nós. Lisboa, Portugal.

[2021] [Em breve.] SESC São Caetano, São Caetano do Sul-SP, Brasil.

[2021] [Em breve.] Participação com a “Aula 2: ‘Eu estou na casa do colonizador. Então, mexer nos móveis dessa casa é um pouco difícil. Mas eu vou mexer.’” no curso Estéticas Travestis: Crise, Colapso e Pensamento, organizado por Isadora Ravena, no Lux Espaço de Arte, São Paulo-SP, Brasil.

[2021] Participação no debate “Quanto mais debates… A identidade” ao lado de Amadeu Sousa, Sun Peizhao, Vanessa Fernandes, Samuel Beirão e Tiago Sousa com moderação de Marcos Cruz. Coliseu Porto Ageas, Porto, Portugal.

[2021] Participação como tecedora de pergunta e comentário a partir da leitura do livro “Matchundadi: Género, Performance e Violência Política na Guiné-Bissau” de Joacine Katar Moreira. A sessão pública de Leituras Feministas 04, conduzida e organizada pela artista, professora e pesquisadora Carla Cruz, contou com a participação de Joacine Katar Moreira com o propósito do lançamento de seu livro. Auditório do Pavilhão Sul, Faculdade de Belas Artes, Universidade do Porto, Porto, Portugal.

[2021] Sessão on-line Diálogos sobre Arte-educação e Virtualidade na Pandemia, conduzida por Maíra Freitas e as convidadas Hilda de Paulo, Sabrina Terra e Uma Sorrequia. Sessão realizada na plataforma Zoom e faz parte da programação paralela da exposição on-line “Solo da Maternagem Solo”, da artista Maíra Freitas, inserida no projeto POSADA 12, do Espaço Cultural Torta, Campinas-SP, Brasil.

[2021] Participação na Rádio Nómada do Museu da Cidade do Porto. Em diálogo com Nuno Faria, a conversa se realizou na Biblioteca Popular de Pedro Ivo na Praça do Marquês de Pombal, Porto, Portugal.

[2021] Sessão on-line De Hilda de Paulo para minhas irmãs travestis e trans!, conduzida por Hilda de Paulo, sobre sua prática artística – com foco na obra “Eu Gisberta” e em sua exposição individual “Princesinha do Cerrado” – no âmbito do grupo da disciplina “Técnicas de Documentação Teatral” da licenciatura em Teatro na Universidade do Minho em Portugal. Esse encontro realizado na plataforma Zoom foi coordenado pelo artista, professor e pesquisador Tales Frey, e teve a participação especial da pesquisadora, arte-educadora, artista e curadora Maíra Freitas.

[2021] Sessão on-line De Hilda de Paulo para minhas irmãs travestis e trans!, conduzida por Hilda de Paulo, sobre sua prática artística – com foco na obra “Eu Gisberta” e em sua exposição individual “Princesinha do Cerrado” – no âmbito do grupo de estudo Leituras Feministas da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Esse encontro realizado na plataforma Zoom foi coordenado pela artista, professora e pesquisadora Carla Cruz, e teve a participação especial da pesquisadora, arte-educadora, artista e curadora Maíra Freitas.

[2020] 1º Ciclo de Conversas do Projeto de Pesquisa Perspectivas em Arte Contemporânea: Gênero e Invisibilidades. Coordenação do Projeto de Bettina Rupp. Mediação de João Azevedo. Sessão realizada na plataforma Google Meet e oferecida pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal-RN, Brasil.

[2020] #014 Podcast. Projeto: Outras Conversas | Entre-vistas com o Baeta com Mãe Paulo. Associação Cultural Saco Azul/ Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2020] Apresentação comentada do filme Cassandra Rios – A Safo de Perdizes, de Hanna Korich, que integrou a primeira sessão do Cine-Performatus #1: Resistir ao Tempo. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2020] Projeto Performance em Rede convida Hilda de Paulo e Tales Frey. Instagram @EmbaixadaDaPerformanceArte, Brasil.

[2019] Conversa no Cine Clube Despina. Despina, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2019] Conversa Livro da Mata sou eu, por mim mesmo! Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2018] Apresentação comentada da sessão As Pinturas Fílmicas de Carolee Schneemann. Curadoria de Hilda de Paulo e Tales Frey. Queer Porto IV: Festival Internacional de Cinema Queer. Teatro Municipal Rivoli, Porto, Portugal.

[2017] Conversa É Loïe Fuller, meu amor! Lançamento da autobiografia Quinze Anos de Minha Vida, de Loïe Fuller. Café Literário, Teatro Municipal Rivoli, Porto, Portugal.

[2017] Visita Guiada/ Conversa na exposição O que o Corpo Abriga. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2017] Visita Guiada/ Conversa na exposição Macumba Visual. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2017] Apresentação da exposição Trânsitos Feministas. Casa da Lusofonia, Coimbra, Portugal.

[2017] Conversa Livro da Mata sou eu, por mim mesmo! Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, Porto, Portugal.

[2016] Conversa Performance como uma Extensão Diária e Persistente. Galeria Santa Clara, Coimbra, Portugal.

[2016] Seminário Destruição/Reconstrução. Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha, Caldas da Rainha, Portugal.

[2016] Conversa À Volta Do Tanque – Projeto “Cia. Excessos”. Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense, Ovar, Portugal.

[2016] Apresentação comentada do filme O Céu Sobre os Ombros, de Sérgio Borges. Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense, Ovar, Portugal.

[2015] Noite Belas Artes. Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal.

[2015] Visita Guiada/ Conversa na exposição ÁguaAr. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.

[2015] “Amanheceu enquanto conversávamos”: Silvestre Pestana conversa com José Maia, Hilda de Paulo e Tales Frey. Espaço Mira, Porto, Portugal.

[2014] Comunicação-performance Livro da Mata, Página 13: Carta a Niemeyer [ou Eu Sou Uma Bruxa] no Colóquio Internacional “História da Arte em Estudos Transdisciplinares: Práticas Artísticas Contemporâneas”. Organização de Leonor Soares, Hugo Barreira e Marzia Bruno. Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, Portugal.

[2012] Apresentação comentada do filme O Príncipe Constante, de Jerzy Grotowski. XII Semana da História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, Portugal.

 

Júri

[2018] Membra do Júri do Queer Porto IV: Festival Internacional de Cinema Queer. Porto, Portugal.

 

Citações

[2021] DUARTE, Mariana. “Há um Brasil a fazer perguntas difíceis a PortugalÍpsilon. Jornal Público, ed. 11.242, p. 2-8, 5 de fevereiro de 2021.

[2021] DE LAURENTIIS, Gabriela. “Autoficções de Hilda de Paulo, Uma Artista dos Encontros”. Princesinha do Cerrado: Folheto. Guimarães, Portugal: [s.n.], Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, 2021.

[2020] LODI MORAES, Jaqueline. A Minúcia do Vazio nas Artes Plásticas e Performativas: Do Corpo no Espaço e no Tempo. Dissertação (Mestrado em Estudos de Arte com especialização em Teoria e Crítica da Arte) – Faculdade de Belas Artes, Universidade do Porto. Porto, Portugal.

[2020] TOLGYESI, Gabriel Fernandez. Sobre Loïe Fuller e Danças Serpentinas: Histórias, Citações e Reativações. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena, na área de Teatro, Dança e Performance) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas. Campinas-SP, Brasil.

[2019] LABRA, Daniela. Em Posições de Dança: Folheto. Rio de Janeiro: [s.n.], Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, 2019.

[2019] CARRILHO, Ulisses. Senado Tomado #8: Folheto. Rio de Janeiro: [s.n.], Despina, 2019.

[2019] ALEXANDRINI, Camila. Tão só o Fim do Mundo: Folheto. Guimarães, Portugal: [s.n.], Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura, 2019.

[2018] OSPINA ÁLVAREZ, Juan Sebastián. Conversações Hipervisuais: Vamos Falar sobre Olhares Masculinizados? Tese (Doutorado em Arte e Cultura Visual) – Faculdade de Artes Visuais, Universidade Federal de Goiás. Goiânia-GO, Brasil.

[2018] FONSECA, Raphael. Enredos para um Corpo: Folheto. Rio de Janeiro: [s.n.], Centro Cultural da Justiça Federal, 2018.

[2017] OSPINA ÁLVAREZ, Juan Sebastián. Gisberta, Dandara e Outras Histórias Silenciadas, Desconectadas. Em: Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores, 26º, 2017, Campinas-SP, Brasil. Anais do 26º Encontro da Anpap. Campinas-SP: Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 2017, p. 2093-2108.

[2016] FREY, Tales. Performance e Ritualização: Moda e Religiosidade em Registros Corporais. Tese (Doutorado em Estudos Artísticos com Especialidade em Estudos Teatrais e Performativos) – Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra. Coimbra, Portugal.

[2016] HENRIQUE, José Carlos. “Entrevista com Paulo Aureliano da Mata”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 4, n. 15, jan. 2016. ISSN: 2316-8102.

[2015] PELISON, Julia. “Seis Manifestos Irrevogáveis sobre a Pele de Paulo Aureliano da Mata”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 3, n. 14, jul. 2015. ISSN: 2316-8102.

[2014] MACEDO, Suianni Cordeiro. “Performance: Ação na Construção de Outras Espacialidades”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 2, n. 11, jul. 2014. ISSN: 2316-8102.

[2014] HUPE, Ana. “‘Romance Violentado’, Título que É Livro em Si”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 2, n. 9, mar. 2014. ISSN: 2316-8102.

[2013] POTY, Vanja; FONTES, Gustavo Rosa. “O Encontro Amoroso de Paulo Aureliano da Mata e Tales Frey em ‘Aliança’: Performance, Ritual e Respeito à Diversidade”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 1, n. 4, mai. 2013. ISSN: 2316-8102.

[2012] STAWIŃSKI, Maciej. Dzień Światła 2012: Livreto. Wrocław, Polônia: [s.n.], Galeria Otwarta, 2012.

 

Produção Bibliográfica

[2021] Colaboração com o texto Eu tentei Matar o Júnior, mas muitos Portugueses não Gostaram e alguns Brasileiros passaram Pano no catálogo do II Festival Lacração.

[2021] Colaboração com váries outres autores no livro VOLTA PRA TUA TERRA: Uma Antologia Antirracista/Antifascista de Poetas Estrangeirxs em Portugal. Com organização de Manuella Bezerra de Melo e Wladimir Vaz e publicado pela editora Urutau. ISBN 978-65-5900-031-9.

[2020] Organização com Tales Frey da autobiografia Quinze Anos de Minha Vida, de Loïe Fuller. Tradução do francês para o português de Fernando L. Costa. Publicada em forma de livro pela Performatus. ISBN: 978-65-991134-0-6.

[2018] HILDA DE PAULO. “Eu Gisberta”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 6, n. 19, jan. 2018. ISSN: 2316-8102.

[2018] HILDA DE PAULO. “El Minotauro #3”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 6, n. 19, jan. 2018. ISSN: 2316-8102.

[2017] HILDA DE PAULO (org.). “‘Kesa’ e ‘A Gueixa e o Cavaleiro’”. eRevista Performatus, Inhumas, ano 5, n. 18, jul. 2017. ISSN: 2316-8102.

[2017] DaP – Divisão de Artes Plásticas; Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina. Arte Londrina 5: “O Teu Corpo é Luta”: Entrevista com o artista Paulo Aureliano da Mata. Londrina, 12 de maio de 2017.

[2017] Revisão de conteúdo do artigo Cartografias Queer: O Flâneur Perverso, A Lésbica Topofóbica e A Puta Multicartográfica, Ou Como Fazer uma Cartografia Zorra com Annie Sprinkle, de Paul B. Preciado. Tradução do espanhol para o português de Davi Giordano e Helder Thiago Maia. Publicada na sessão Traduções da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2017] Revisão de conteúdo com Tales Frey do artigo Uma Agente Provocadora: A Pornografia e A Arte da Performance de Annie Sprinkle, de Linda Williams. Tradução do inglês para o português de Leonardo Soares. Publicada na sessão Traduções da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2016] DA MATA, Paulo Aureliano. “El Minotauro #4”. In: CLEARY, Sophia; GAYDOS, Katie; GLUZMAN, Yelena (eds.). Emergency Index Volume 5. Nova York: Ugly Duckling Presse, 2016. ISBN: 978-1-937027-75-9.

[2016] Organização com Tales Frey do livro Evocações da Arte Performática (2010 – 2013). Publicada em forma de livro pela eRevista Performatus em parceria com a Paco Editorial. ISBN: 978-85-462-0253-9.

[2015] Organização com Tales Frey e Suianni Macedo do livro Cia. Excessos: Entre Arquivo e Práticas Contemporâneas. Publicada em forma de livro pela eRevista Performatus em parceria com a Paco Editorial. ISBN: 978-85-462-0307-9.

[2015] DA MATA, Paulo Aureliano. “Romance Violentado”. In: FUNDAÇÃO BIENAL DE CERVEIRA. Vila Nova de Cerveira. XVIII Bienal de Cerveira de 2015: Olhar o Passado Construir o Futuro: Catálogo. Vila Nova de Cerveira: 2015. ISBN: 978-989-98515-1-1.

[2015] Livro da Mata, Página 13: Carta a Niemeyer. Publicado na sessão Estudos da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2013] Revisão técnica do artigo A Performatividade da Documentação de Performance, de Philip Auslander. Tradução do inglês para o português pela revista ¿Hay en Portugués? Publicada na sessão Traduções da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2013] Revisão de conteúdo junto com André Masseno e Tales Frey do artigo “Presença” In Absentia: A Experiência da Performance como Documentação, de Amelia Jones. Tradução do inglês para o português de Ana Ban. Publicada na sessão Traduções da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2013] “You Have the Brush, You Have your Paints; Paint your Paradise and Then get Into It”: A Performance Interview with Suzana Queiroga. Tradução de Ana Ban. Publicada no catálogo da exposição Olhos d’Água do Mac-Niterói. ISBN 978-85-66873-01-6.

[2013] “Você Tem o Pincel, Tem Suas Tintas, Pinte o Paraíso e Depois Entre Nele”: Uma Entrevista Performática com Suzana Queiroga. Publicada na sessão Entrevistas da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102. Também, no mesmo ano, publicada no catálogo da exposição Olhos d’Água do Mac-Niterói. ISBN 978-85-66873-01-6.

[2013] Tradução, do inglês para o português, do artigo Fênix, de Dariusz Kosiński. Revisão da tradução de Tales Frey. Publicada na sessão Traduções da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2013] Tradução do inglês para o português da entrevista Reivindicando o Passado do Leste Europeu, com Ieva Astahovska, de Zane Zajančkauska. Revisão da tradução de Tales Frey. Publicada na sessão Traduções da Revista ePerformatus. ISSN 2316-8102.

[2012] Organização e tradução com Suianni Macedo do francês para o português do livro Henri de Gissey de Paris: desenhista ordinário dos divertimentos e dos balés do Rei (1608 – 1675), de Anatole de Montaiglon. Revisão de Fernando L. Costa. Publicada em forma de livro pela eRevista Performatus em parceria com a Paco Editorial. ISBN: 978-85-8148-187-6.

[2012] Tradução do inglês para o português do artigo Drama e Vida: Ensino, Encontro, Transformação. Consciência, Perspectiva e Ficção, de Roberta Secchi. Revisão da tradução de Tales Frey. Publicada na sessão Traduções da Revista ePerformatus. ISSN 2316-8102.

[2012] A Festa de Snežana Golubović – Crítica sobre a performance I Love You, de Snežana Golubović. Publicada no site Questão de Crítica (Revista Eletrônica de Críticas e Estudos Teatrais). ISSN 1983-0300. Também, no mesmo ano, publicada na sessão Críticas da eRevista Performatus. ISSN 2316-8102.

[2012] Einstein on the Beach: Um Estudo Semiótico em Oposição ao Textocentrismo – Crítica com Tales Frey sobre o espetáculo Einstein on the Beach, de Robert Wilson e Philip Glass. Publicada no site Questão de Crítica(Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais). ISSN 1983-0300.

[2012] Colaboração com vários outros artistas no livro EMERGENCY Index 2011. Publicado pela editora Ugly Duckling Presse. ISBN 978-1-937027-07-0.

[2012] Tradução do espanhol para o português do texto Água Viva, de Carolina Balbi. Publicada no site Questão de Crítica (Revista Eletrônica de Críticas e Estudos Teatrais) com revisão da tradução de Tales Frey. ISSN 1983-0300.

[2011] O Funeral de Marina Abramović – Estudo sobre o espetáculo The Life and Death of Marina Abramović, de Robert Wilson. Publicado no site Questão de Crítica (Revista Eletrônica de Críticas e Estudos Teatrais). ISSN 1983-0300.

[2011] Tradução com Miguel Ambrizzi do espanhol para o português do texto A Luz Interior, de Carolina Balbi. Publicada no site Questão de Crítica (Revista Eletrônica de Críticas e Estudos Teatrais) com revisão da tradução de Tales Frey. ISSN 1983-0300.

[2010] Tradução do espanhol para o português do texto Striptease, de Lola Arias. Publicada no site Questão de Crítica (Revista Eletrônica de Críticas e Estudos Teatrais) com revisão da tradução de Tales Frey. ISSN 1983-0300.

 

Formação Complementar

[2021] A Atualidade da Violência Colonial: Reconhecimento e Reparação. Formação realizada na plataforma Google Classroom. Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Geni Daniela Núñez Longhini.

[2021] A Ditadura pela Perspectiva Travesti. Formação realizada na plataforma Elos. Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Amara Moira.

[2021] Interseccionalidade. Formação realizada na plataforma doity. Brasil. Profa.: Winnie Bueno.

[2021] Pensamentos Travestis na Arte Contemporânea. Formação realizada na plataforma Zoom. Lux Espaço de Arte,  São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Isadora Ravena (e convidadas: Dodi Leal, Linn da Quebrada, Sy Gomes, Noá Bonoba e Linga Acácio).

[2021] Pornopirata: A Póspornografia como Arma contra a Maquinaria da Colonialidade. Formação realizada na plataforma Zoom. Lux Espaço de Arte, São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Bruna Kury.

[2021] Teoria Queer I – Filosofia, Pensamento e Ação Política. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2021] Teoria Queer II – Dissidência, Neoliberalismo e Fracasso. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2021] Introdução ao Pensamento de Judith Butler. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2021] Introdução aos Estudos de Masculinidades. Formação realizada na plataforma Youtube. Profa.: Helena Vieira.

[2021] O Pensamento Transfeminista. Curso Gratuito das Jornadas Freireanas – Flipei 2021 em parceria com a Caixa de Ferramentas. Formação realizada na plataforma Youtube. Profa.: Helena Vieira.

[2021] Criações de Si: Artes Visuais e Teorias Feministas. Formação realizada na plataforma Zoom. Lux Espaço de Arte,  São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Gabriela De Laurentiis.

[2021] História da Arte no Brasil. Formação realizada na plataforma Google Meet. Fôlego Programa, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Profa.: Pollyana Quintella.

[2021] Feminismo Decolonial e Queer of Colors. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2021] História da Sexualidade: Da Idade Clássica ao Mundo Contemporâneo. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2021] A Invenção da Heterossexualidade. Formação realizada na plataforma Youtube. Profa.: Helena Vieira.

[2020] Introdução ao Pensamento de Paul B. Preciado. Formação realizada na plataforma Google Meet. Profa.: Helena Vieira.

[2020] Espacializações Feministas: Artes Visuais e Pensamento Crítico. Formação realizada na plataforma Google Meet. Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento de São Paulo (IABSP), São Paulo-SP, Brasil. Profa.: Gabriela De Laurentiis.

[2020] Ao Sentir Cheiro de Floresta. Formação realizada na plataforma Google Meet. Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Profa.: Mariana Manhães.

[2018] Atlas do Corpo e da Imaginação. Vivarium Festival, Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal. Prof.: Gonçalo M. Tavares.

[2017] Workshop com Lia Rodrigues com a colaboração de Amália Lima. Teatro Municipal Campo Alegre, Porto, Portugal.

[2014] Becoming an Image. Casa do Sol – Instituto Hilda Hilst, Mostra Performatus #1, Campinas-SP, Brasil. Prof.: Manuel Vason.

[2014] B With People. mala voadora.porto, Porto, Portugal. Prof.: Marcelo Evelin.

[2012] Laboratory Karawanasun. Instytut im. Jerzego Grotowskiego, Brzezinka, Polônia. Prof.: Rena Mirecka.

[2011] Au Cœur du Son. Arta Cartoucherie, Paris, França. Prof.: Jarosław Fret, Aleksandra Kotecka, Tomasz Wierzbowski, Jean-François Favreau e outros membros do Teatr ZAR.

[2011] História da Performance no Contexto das Artes. Fundação Serralves, Porto, Portugal. Prof.: Mariana Brandão.

[2010] The Collective Mind. Instytut im. Jerzego Grotowskiego, Wrocław, Polônia. Prof.: Eugênio Barba e Odin Teatret.

[2010] Practical Workshops of The Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards. Fondazione Pontedera Teatro e Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards, Pontedera, Itália. Prof.: Mario Biagini e Thomas Richards.

[2010] Regula Contra Regulam. Instytut im. Jerzego Grotowskiego, Brzezinka, Polônia. Prof.: Ana Maria Davie, Raúl Iaiza, Roberta Secchi, membros do Teatro La Madrugada e Mario Barzaghi.

[2009] Odin Week. Odin Teatret, Holstebro, Dinamarca. Prof.: Odin Teatret.

[2009] Regula Contra Regulam. Instytut im. Jerzego Grotowskiego, Brzezinka, Polônia. Prof.: Iben Nagel Rasmussen, Raúl Iaiza, Roberta Secchi e membros do Teatro La Madrugada.

[2009] La Esencia del Actor a través del Movimento y La Voz. Estudio Dramático, Valência, Espanha. Prof.: Yoshi Oïda.

[2007-08] Interpretação (Método das Ações Físicas – Stanislavski e Grotowski) com Celina Sodré. Studio Stanislavski, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2008] Canto e Técnica Vocal com Patrícia Maia. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2008] Corpo e Psicologia do Ator. Instituto do Ator, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Silvia Pasello.

[2008] Workshop com Juliana Carneiro da Cunha. Amok Teatro, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2008] Oficina Teatral com Gilberto Gawronski. Espaço SESC Arena, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2008] O Ator e suas Antropologias. IV Festival Internacional de Teatro do Corpo Ritual, Goiânia-GO,Brasil. Prof.: Eugênio Barba, Iben Nagel Rasmussen, Carlos Simioni e Julia Varley.

[2008] Respir-Ações. Armazém Companhia de Teatro, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Patrícia Selonk.

[2007] Canto com Janaína Azevedo. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2006-07] Técnica Vocal com Rose Gonçalves. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

[2007] Workshop com Duccio Bellugi. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Duccio Bellugi.

[2007] Workshop com Bia Lessa. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Bia Lessa.

[2007] Workshop com Gerald Thomas. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Gerald Thomas.

[2007] Workshop com Gerald Thomas. SESC Consolação, São Paulo-SP, Brasil. Prof.: Gerald Thomas.

[2007] Workshop com José Celso Martinez Corrêa. Casa de Dramaturgia Carioca, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: José Celso Martinez Corrêa.

[2007] O Ator: O Corpo Inteligente e o Artista Criador. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Celina Sodré.

[2007] Curso de Interpretação para TV. Oficina Teatral, São Paulo-SP, Brasil. Prof.: Denise Del Vecchio e André Frateschi.

[2007] O Ator: O Corpo Inteligente e o Artista Criador. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Celina Sodré.

[2006] Tópicos de Voz na Tragédia. Espaço-Direcional Comunicações, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Glorinha Beuttenmüller.

[2006] Butoh-ma. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Tadashi Endo.

[2006] Interpretação. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Laura Cardoso.

[2006] Fazendo seu próprio filme. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Francisco Taunay.

[2006] Mímica Corporal Dramática. Casa de Artes de Laranjeiras, Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Prof.: Paulo Trajano.

[2006] Teatro para atores e não-atores. Oficina Teatral, São Paulo-SP, Brasil. Prof.: Alzira Andrade e Mauro Henrique Toledo.