Joana Bueno: Venoso (2019)

 

Joana Bueno, frame de Veias, 2018

 

A partir da reflexão sobre o corpo da mulher no ocidente e a sua significação nesse contexto, Joana Bueno tem estruturado as suas criações através de múltiplas expressões artísticas, por meio das quais a ponderação sobre a moda é totalmente perceptível.

Linhas, tecidos, restos usados como enchimentos para vestuários e demais produtos têxteis, técnica da costura à máquina e à mão são procedimentos recorrentes para a elaboração das suas obras.

Em “Venoso”, exposição composta por duas instalações e um díptico de uma mesma videoperformance, Joana Bueno retoma o que outrora foi o espaço da galeria – um talho – para acomodar representações de membros corporais menos grotescos do que pedaços de animais mortos, fazendo uma comparação entre restos de corpos que virariam alimentos com estilhaços ficcionais (e não realistas) de humanos. Os membros são leves como almofadas, ficam suspensos por linhas que remetem às veias corporais e interligam sentidos numa poética visual crítica em que as políticas do corpo são subentendidas e confirmadas nas obras que acompanham esta principal instalação para ser vista do lado de dentro da galeria ou através das suas janelas.

 

FICHA TÉCNICA

Joana Bueno: Venoso

Curadoria: Mãe Paulo e Tales Frey

Produção executiva: Rava Midlej

 

De 23 de março a 18 de maio de 2019

Sput&Nik the window

Rua do Bonjardim, 1340, Porto, Portugal, 4000-307

De quinta a sábado, das 17h30 às 20h30 (por marcação)

Contacto: sputenik169@gmail.com

Telefone: +351 919 010 716

Entrada livre

 

Plano geral da exposição Venoso (2019) de Joana Bueno. Sput&Nik the window, Porto, Portugal. Fotografias de Joana Bueno