Tales Frey

Dupla Penetração (2021)

 

Tales Frey, Dupla Penetração, 2020. Caixas de luz, 120 x 10 x 15 cm cada. Edição: 5 + 2 P.A.

 

Dupla Penetração denuncia e ironiza os signos falologocêntricos oriundos desde a nossa formação durante a alfabetização até a absorção do que é difundido massivamente através da publicidade.

 

HISTÓRICO

[2021] Entre a Tensão e o Delírio. CAAA Centro Para os Assuntos da Arte e Arquitectura, Guimarães, Portugal.