Tales Frey

F2M2M2F

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F. Performance realizada em São Paulo, Brasil. Novembro de 2015. Fotografias de Ana Santos

 

Dois performers – um homem cisgênero e uma mulher igualmente cis – posicionam-se frente a frente, com seus corpos quase encostados, sendo que, na altura de seus rostos, há um espelho de dupla face, sobre o qual cada artista investirá um beijo com duração de 1 hora, cujas bocas estão coincidindo na mesmíssima altura.

Os trajes são subvertidos com relação à cultura heterocentrada: ele traja roupas e acessórios tidos por femininos e ela o contrário.

A imagem proporcionada através desta ação transforma os dois beijos narcisistas aplicados sobre as respectivas superfícies espelhadas em uma conexão entre duas bocas intermediadas por uma estreita camada que as separa, criando ilusões de múltiplas constituições de gênero e de variadas construções corpóreas, sempre considerando a pluralidade existente num sistema sexo/gênero para fora de uma ordem heterossocial, mesmo que o elo seja estabelecido por sexos biológicos opostos.

O título faz menção aos processos de transição hormonal e/ou cirúrgica relativamente às mudanças de Feminino para Masculino (Female to Male ou F2M) e Masculino para Feminino (Male to Female ou M2F).

 

FICHA TÉCNICA

Performance de Tales Frey | Performers convidadas: Adriele Sussuarana, Fernanda Moraes, Isabeli Santiago, Lizi Menezes, Lohanye Garcia, Maju Minervino e Paola Frey | Duração da ação: 1h | Realização: Cia. Excessos | São Paulo, Brasil 2015

 

HISTÓRICO

AO VIVO

[2017] Exposição coletiva Palavra Líquida, SESC Tijuca, Rio de Janeiro, Brasil.

[2016] Mix Dança, SESC Palladium, Belo Horizonte, MG, Brasil.

[2016] Convergência 2016, SESC TO, Palmas, TO, Brasil.

[2016] Queer Lisboa (20ª edição), Cinema São Jorge, Lisboa, Portugal.

[2016] SESC Campinas, Campinas, SP, Brasil.

[2016] Festival Mirada, SESC Santos e Cadeia Velha, Santos, SP, Brasil.

[2016] Corpus Urbis, Museu Fortaleza de São José, Macapá, AP, Brasil.

[2016] SESC Rio Preto, São José do Rio Preto, SP, Brasil.

[2016] Estação Cultura, Secretaria Municipal de Cultura de Catanduva, Catanduva, SP, Brasil.

[2016] Em Tudo Quanto é Mundo Dito ou Não Dito, Cinema Batalha, Desobedoc 2016, Curadoria de José Maia, Porto, Portugal.

[2016] Espaço MIRA, Curadoria de José Maia, Porto, Portugal.

[2016] Sob (Ul)Trajes e Gozos, Museu Julio Dinis, Curadoria de Suianni Macedo, Ovar, Portugal.

[2016] Teatro Académico Gil Vicente, Coimbra, Portugal.

[2015] Perfor 6 [quem?], Paço das Artes, São Paulo, Brasil.

 

SOB FORMATO VÍDEO, INSTALAÇÃO E/OU FOTOGRAFIA

[2016] Mostra IP- Mostra Nacional de Vídeos, Intervenções e Performances. Varandão CCE-UFSC. Florianópolis-SC, Brasil; Festival La Plataformance. Oficina Cultural Oswald Andrade, São Paulo, Brasil; Estação Cultura, Catanduva-SP, Brasil; Criciúma/SC; Unifap. Macapá, Brasil.

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F, 2015. Vídeo, 3’18”

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F, 2016. Vídeo, 2’36”

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F. Performance realizada em Coimbra, Portugal. Fevereiro de 2016. Fotografias de Paulo Aureliano da Mata

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F. Performance realizada em Ovar, Portugal. Abril de 2016. Fotografia de Paulo Aureliano da Mata

 

Tales Frey (Cia. Excessos), F2M2M2F. Performance realizada na cidade do Porto, Portugal. Abril de 2016. Fotografia de Paulo Aureliano da Mata