Tales Frey

Dos Gestos que Sobrevivem em Nós

 

Tales Frey, Dos Gestos que Sobrevivem em Nós, 2020. Videoarte, 4’29”. Edição: 15 + 2 P.A.

 

Dos Gestos que Sobrevivem em Nós é um vídeo concebido a partir de uma proposição direcionada a nove performers, estando cada qual em sua respectiva casa a gravar situações requeridas com uma resolução estética específica.

Neste trabalho, vemos nove diferentes corpos cobertos por vestuários de uma mesma tonalidade e, embora todos os corpos estejam padronizados devido ao recurso monocromático do que envolve as suas exterioridades, podemos compreender as suas diferenciações através dos seus gestos e, mesmo com as suas fisicalidades camufladas e desfiguradas, intuímos como cada interioridade apresentada é instável e irrepetível.

Camadas sobrepostas de imagens em movimento comentam um tempo em que somos mediados por telas, enquanto os áudios captados dos nossos ambientes determinam um recorte de tempo muito particular que corresponde ao período do processo de criação, envolvendo áudios de noticiários e ruídos que nos envolveram e certamente nos transformaram juntamente com toda a conjuntura que nos envolve, afinal somos transformados constantemente pelo que nos circunda e, ao mesmo tempo, modificamos tudo o que está a nossa volta. 

 

FICHA TÉCNICA

Proposição de Tales Frey | Performers (criação das construções corpóreas): Alan Oju, Alexandre Marchesini, Chris Oliveira, Dolores Galindo, Helena Marc, Lucas Heymanns, Tino Nascimento, Vinícius Davi e Yohana Oizumi

Porto/Portugal 2020

 

HISTÓRICO

[2020] Indicadores da Carne. Galeria Ocupa, Porto, Portugal.