Tales Frey

Entrar no Samba

 

Tales Frey (Cia. Excessos), Entrar no Samba, 2013. Vídeo, 9’05”. Edição: 5 + 2 P.A.

 

Tales Frey (Cia. Excessos), Entrar no Samba (Políptico), 2013. Fotografias, 27 x 48 cm cada. Edição: 5 + 2 P.A.

 

Entrar no Samba (2013) é uma videoperformance que faz clara menção ao ato de repressão, sob uma conjuntura que produz certa conotação sexual e, em algum aspecto, um teor bem-humorado, apesar da violência do ato em si.

“Menino, você vai entrar no samba!”. Na minha infância, essa era a frase que ouvia dos meus pais quando eu era ameaçado de levar uns tapas na bunda como punição por ter feito ou por estar fazendo alguma travessura.

A captação do áudio original, depois de tratada para emitir um som mais seco, alude aos sons ásperos de armas de fogo.

Esse trabalho integra a exposição Orexia, a qual foi totalmente originada através de um sonho e ponderada na residência artística 6X6 oferecida pelo Núcleo de Experimentação Coreográfica para ocorrer no Mosteiro de São Bento da Vitória na cidade do Porto, em Portugal.

 

HISTÓRICO

[2017] Exposição coletiva Ser ou Não Ser… Eis a Questão!? Curadoria de José Rosinhas. II Bienal Internacional de Arte Gaia 2017, Vila Nova de Gaia, Portugal.

[2017] Subterrânea #2 – Mostra Diversa Videoarte. 20 de abril de 2017. @pyranhas, Belo Horizonte, MG, Brasil.

[2017] Exposição coletiva Trânsitos Feministas. CES – Centro de Estudos Sociais, Coimbra, Portugal.

[2017] Queer Stock. The Complex Space, Dublin, Irlanda.

[2016] Mostra de vídeos Topical Breach. Curadoria de Jessica Borusky. Mainsite Gallery, Norman, Oklahoma, Estados Unidos.

[2016] Exposição coletiva Em Estado de Guerra. Organização e curadoria de Cia. Excessos (Paulo Aureliano da Mata e Tales Frey). Teatro Académico de Gil Vicente, Coimbra, Portugal.

[2016] Brasil: Ficciones, Curadoria de Laurem Crossetti, Espacio Tangente, Janeiro e fevereiro de 2016, 
Burgos, Espanha. 


[2015] Exposição coletiva (Tra)vestir um Fa(c)to. Curadoria de José Maia. Espaço MIRA, Porto, Portugal.

[2015] Mostra Brasil: Ficções. Curadoria de Laurem Crossetti. Armazém do Chá, Porto, Portugal.

[2014] Exposição coletiva “Trees Outside the Academy”: Práticas colectivas/ Collective Practices. Organização e curadoria de Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura – CAAA. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura – CAAA, Guimarães, Portugal.

[2014] Exposição coletiva SENTIDO(S) DIRECTION(S) #2. Curadoria de Luísa Rosas e Ana Catarina Brito. Fórum Maia, Maia, Portugal.

[2014] Performance-instalação/exposição Orexia de Tales Frey (Cia. Excessos). Barracão Maravilha, Rio de Janeiro, Brasil.

[2014] Exposição coletiva Corpo (i)materializado. Curadoria de Paulo Aureliano da Mata e Tales Frey. Mostra Performatus #1, Central Galeria de Arte, São Paulo, Brasil.

 

Tales Frey apresenta a obra Entrar no Samba (2013) na exposição (Tra)Vestir um Fa(c)to (2015) no Espaço MIRA na cidade do Porto em Portugal

 

Exposição coletiva “Trees Outside the Academy”: Práticas colectivas/ Collective Practices (2014), com organização e curadoria de Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura – CAAA. Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura – CAAA, Guimarães, Portugal. Fotografia de Paulo Aureliano da Mata

 

Mostra Queer Stock (2017). The Complex Space, Dublin, Irlanda. Fotografia de Bruno Arsati